25 de jun de 2010

0oooo zerooooo

Me acordei nesta manhã e seguido dormi novamente, já que lá fora era como noite. Fazia frio e chovia muito. Minha sensação de corpo mole, corisa, espirros e dor na garganta pioraram desde o mergulho de ontem. No entanto, fiz diferente que na segunda à noite que, estava uns 9 graus no final do dia. E, eu nadei assim mesmo. Cabelos molhados, vento na cara enquanto pedalava encima de uma bike. Chego e as coisas da casa me gritam SOS. Novamente, tenho atribuições e mais cuidados com meus animais de estimação de que comigo mesma. A obrigação de acessar emails, escrever, postar fotos e falar no msn são como que obrigações muito severas.

O Brasil vai jogar, e eu ligo a TV para ver como é que me informam os colegas jornalistas que vejo pela Band, claro! Não consigo mais ver a RBS/Globo, e isso já faz bastante tempo. Na última vez que fui à Sampa, no mês passado, hospedada na casa de minha irmã, ao saírmos de carro olho uma agitação de câmeras e muito verde e amarelo logo percebo do que se trata. O comentarista e vejo o ex-jogador do Corinthians, Paulo Cesar Casagrande que está na calçada do prédio, nosso vizinho, dando entrevista.

Comento sobre mas, vejo que minha irmã não sabe de quem eu lhe falo.
-Deixa quieto então, oras.
Tudo é clima de Copa. Na estação Vila Madalena, uma amostra de todas as copas passadas mostradas em exposição fotográfica, e em filmes. Muito instrutiva, porém nem tanto quanto a imprensa no rádio e TV que, não deixam por menos. E pela manhã,o Ricardo Boechat, e todos os correspondentes nos mostram na Band as paisagens que vão desde a orla de Durban, até o Estádio com os torcedores nos portões entrando para assistirem a Brasil e Portugal.

A partida vai começar e estou ressonando mas, vou logo me alongando em movimentos de Yoga que, religiosamente pratico pela manhã. E a bola rola em campo, num gramado que foi molhado diversas vezes, antes do jogo. Comentaristas criticaram o fato, mas ordens da FIFA diziam que assim fosse feito. A jabulani ficou mais ligeira ainda, e ela tem sido motivo de análises profundas sobre sua trajetória em campo, e no ar também.

22 de jun de 2010

Mulheres, Oh!

Tenho tantas atividades que se passaram, sem que tivesse tido de minha parte ânimos para postar sobre tal!
Infelizmente!

Passou, passou, tudo passará, diz a letra de uma canção.
Vou fazer um exercício de memória e tentar descrever essas coisas passadas. Me lembro bem de ontem que fui ao SECOVI do centro pedir orientações, depois fui nadar, e enquanto olhava o mostrador de tempo e temperatura via o quanto ela caía bem ligeirinho. Mas, debaixo d'água eu olhava para o céu e a lua me seguia. Isso me animava a seguir em frente em meu treino, até que ao finalzinho veio uma cãibra nos pés, primeiro o direito e depois o esquerdo que, acabaram por me fazer concluir mais breve que o desejado por mim. As chuvas torrenciais que atingiram o estado fizeram com que eu desse um tempinho, tanto de corridas, como de nadar. A bike ficou me servindo apenas em alguns momentos de trégua da chuvarada impiedosa. Tanto que no domingo achei até que, nossa ida ao Centro Budista de Viamão (Estrada Caminho do Meio) pela manhã estaria comprometida.


Fazia frio de verdade lá pelas bandas do meio do mato mas, deu para aguentar pois a galera era só alegria e felicidade. Tirando o pequeno incoveniente de um ligeiro resvalão que demos eu e a minha coleguinha de pedal, a Ine, que resultou num joelho ralado e um pouco de dores musculares no dia seguinte, de resto tudo OK.
Bem, ontem para fechar o dia participei na Assembléia Legislativa do OP em Porto Alegre que contou com a participação de diversos políticos, o prefeito José Fortunati e representantes das duas chapas concorrendo ao Conselho do OP.

Não fiquei até o final, pois a hora já estaria avançada para encarar sozinha aquela noite fria encima de uma bike pelas ruas e avenidas da cidade e mais o desrespeito de sempre que têm os motoristas para com os ciclistas em geral.
Lendo um pouco sobre o encerramento ontem da plenária o site http://www2.portoalegre.rs.gov.br/portal_pmpa_novo/default.php?p_noticia=128871 diz que houve uma participação da população bastante significativa lotando o Teatro Dante Barone. Fortunati encerrou a plenária e destacou que em 23 encontros houve a participação de 15 mil pessoas. Ainda reafirmou o compromisso da administração municipal em concluir as demandas atrasadas do OP. 'Vamos realizar uma nova rodada nas regiões com o objetivo de discutir com os delegados e conselheiros a situação das demandas atrasadas e tratar dos serviços prestados em cada região'.

Ao chegar no local foi um zum zum zum, pois apareceu uma mulher numa bike e queria saber aonde estaria o estacionamento para seu veículo. o mesmo foi protocolado há algum tempo no setor responsável da AL e ainda que já houvesse cobrado sobre a colocação de um bicicletário lá, nada foi feito!
Dai a situação exige um certo modo de ser meio: VAMO INVADI SUA PRAIA...segura sua laia, ou foge da raia, AGORA.