2 de out de 2010

Esfriou na primavera


Tem feito dias muito estranhos nesta primavera que deveria ser de flores, céu azul e sol.Ultimamente os dias se parecem com os de inverno e já estamos no mês de outubro, que anda de braços aos meses do calor, novembro e dezembro.

Observo que, quando não chove venta, e quando chove abafa mais. Saimos com várias blusas, e como cebolas, temos que ir descamando. Ou então a pior situação, onde o vento vem sempre contra, e em rajadas fortes que desanimam qq pedalante mais disposto. Para mim, se tem coisa chata é pedal com vento, talvez por eu ser leve, talvez pela bike, como é o caso da speed. Nessas situações o risco de pedalar é muito grande. Porisso mesmo, até tendo me sobrado um tempo para os pedais noturnos em grupo, optei por não ir. Já que as condições descritas não seriam nada favoráveis, principalmente a noite onde o frio se intensifica.

Nesta semana ainda, participei com duas amigas veterinárias da Prefeitura de Porto Alegre, na sexta-feira, 1o. de outubro, do 1o. Forum para Políticas Públicas de Proteção aos Animais Domésticos. O evento contou com a participação e abertura do prefeito José Fortunatti e foi organizado pela Coordenadoria Multicisplinar de Políticas Públicas para Animais Domésticos (COMPPAD). O fórum aconteceu no Auditório Pery Pinto Diniz do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) e não pude participar desde o início das palestras no período da tarde. Foram discutidos temas como prevenção aos maus-tratos, controle populacional, conscientização pela posse responsável e direitos dos animais.

26 de set de 2010

Semana da Bicicleta em Porto Alegre


E finalizando as comemorações dentro da Semana da Primavera, tivemos a homenagem às bikes, e seus ciclistas, em Porto Alegre. Pela primeira vez, com uma semana inteirinha de eventos que envolveram a todos amantes do ciclismo. Na quarta-feira, estavam marcados dois passeios e um deles, era uma manifestação de apoio ao Dia Mundial Sem Carro, da qual participei com muitos outros ativistas pelo modal bicicleta, na capital dos gaúchos. Foi uma demonstração aos motoristas que deve ser possível uma convivência no trânsito de nossa capital dos vários meios de transportes.

Entretanto, notamos que participando de um protesto vimos quea situação é muito diferente quando estamos em quantidade nas ruas, porque assim mesmo o desrespeito acontece. Foi exatamente o que ocorreu entre as ruas Fernandes Vieira e Osvaldo Aranha, por volta das 19:45h. Quando tencionávamos chegar até a galera do passeio noturno que sai todas as quartas-feiras do Monumento do Expedicionário, todos fomos surpreendidos por um abalroamento que terminou bem, mas com um saldo negativo de uma bike a menos. Infelizmente contrariando um dos nossos slogans que é a campanha por "Um Carro a Menos".

Na quinta-feira, tinha me inscrito para o curso rápido e básico de mêcanica em bikes. A sala da SME, onde sempre tem acontecido eventos destinados aos ciclistas estava lotada. Quem ministrou a palestra/debate foi Pablo, do grupo Poabikers, com duração de três horas. Também participou da palestra o grupamento da BM que utiliza a bike na segurança dos cidadãos desta cidade. Algumas dicas básicas foram de bastante utilidade, sendo que alguns participantes eram iniciantes e outros já mais experientes no ciclismo. Numa demonstração em uma bike e mais datashow, itens como troca e furos de câmara foram explanados detalhadamente. Tinha uma maleta lá que possui todas as ferramentas necessárias para manutenção adequada da bicicleta, em um único local e este item fez um certo sucesso, porém seu preço é bastante salgadinho, em torno de R$ 350,00.

Na sexta-feira, foi a vez da Massa Crítica sair do largo Zumbi dos Palmares, às 18:45h como sempre ocorre na última sexta do mês. Circulamos nas vias de principal acesso e pedalamos do centro aos bairros próximos e terminamos nos reencontrando no mesmo local da saída. Era o dia também do grande comício do PT e seus candidatos às eleições, às 19:00h, no largo Glênio Peres, que contou com a presença do Presidente da República na capital. Optamos apenas por passar perto, descendo pela Borges de Medeiros, seguimos em direção da Azenha gritando palavras de ordem que clamavam por mais respeito e ciclofaixas para nós ciclistas.

No sábado, eu participei de mais uma corrida dentro do Parque da Redenção, dando sequência ao calendário da 2a. Etapa de Rústicas da Redenção que ocorre sempre pela tarde, com inscrições gratuitas, mediante a apresentação de 1k de alimento que é destinado ao Comitê pela Fome. Os atletas correm num circuito de 8km dentro do parque. São seis provas em cada etapa. Para os que concluirem pelo menos seis provas no total de etapas, haverá premiações com medalhas nas categorias.

Domingo de encerramento da Semana da Bicicleta, e também de muitas atividades esportivas. No Clube Caixeiros Viajantes, a IV Etapa do Circuito Master de Natação.