10 de fev de 2012

Um pouco de paciência

Circulo de bike nesta capital dos gaúchos há mais de 11 anos, porém percebo que coisa rara é fiscalização de agentes de trânsito! Carros vivem estacionados nas vias de grande fluxo e ficam estacionados por tempo quase indeterminado. Um exemplo são os carros à venda de lojas que os exibem aos interessados nas próprias calçadas, os pretensos compradores descem de dentro do carro sem a menor cerimônia de abrir a porta encima de quem estiver vindo na pista! Já fui derrubada diversas vezes e vi isso acontecendo com outros ciclistas!

No verão tem até caminhão estacionado nesta mesma via, bem ao lado de um cruzamento, e ali permanece o comércio de frutas pelo dia inteiro! Se tu vem de bike assim que a sinaleira abre é preciso descer da bike e ficar olhando para trás para voltar para pista sem que te atropelem (e claro, nem param e nem te veem!)

Outra coisa absurda é tu não poder passar dentro dos corredores de ônibus das perimetrais.
Hoje eu circulava com todo cuidado pela 3a perimetral e bem defronte a sede da EPTC o motorista nervosinho de uma linha veio gritando comigo que eu não podia pedalar ali! Mais atrás veio o outro motorista e também me incomodou, sendo que sempre aguardo eles passarem, pois sei das atrocidades de jogarem o veículo encima ou meterem o dedo na buzina como hoje me aconteceu!

Outro feito me ocorreu instantes depois quando um taxista passou me xingando de "museu", não entendi o desaforo gratuito, mas dei-lhe o troco imediatamente: vai cuidar da sua vida o babaca!
Aliás hoje o trânsito estava novamente um verdadeiro inferno. começando a tardinha e adentrando no anoitecer! Depois li sobre a chegada da seleção brasileira de futebol e associei tudo de errado a mais este fator, além é claro de outros como a própria impaciência dos motoristas que já é um fato habitual pelas ruas desta cidade!

8 de fev de 2012

Todo mundo é parecido quando sente dor

De minha parte apesar de ter sido atropelada no último dia 22/01/12, por causa de dois ônibus na av. cavalhada que se atiraram com o veículo encima de mim me causando uma fratura e diversas lesões.O passeio até Itapuã nunca aconteceu, pois quando eu pedi a um deles que esperasse para ultrapassá-lo, sendo que eles estavam na parada o motorista do ônibus detrás me ignorou, mesmo estando com a janela aberta e olhando no enorme retrovisor. O carro que me atropelou na via tampouco parou e olha que ele transportava mais pessoas, sendo uma delas criança. Que exemplo, hein? Liguei na EPTC duas vezes chorando para saber se ali não há fiscalização, nem cameras de monitoramento, e nem .... vou engolir pra não dizer! Ô gente incompetente, primária e incivilizada que são os nossos políticos e administradores. Por mais que se fale, diga e repita sempre me cai a ficha de que existe uma indiferença, e ela rola mesmo entre os próprios ciclistas, e amigos, ou ativistas mas principalmente também entre nossos porta-vozes etc. e tals. Uma pena! Lamento muitíssimo mesmo, mas isto tem sido alertado e alertado e alertado e parece que só acreditam quando dá uma merda dessas! No último dia 7/02 notícia em http://www.correiodopovo.com.br/Noticias/?Noticia=390197

Pois é, pessoas que pedalam em sua maioria desprezam quando algum "ciclista conhecido" se acidenta ou coisa pior na cidade, será que muitos não se identificam com a coisa toda de que nem ser solidário, socorrer a vítima ou de dar apenas uma palavra de afeto a quem tenha tido o infortúnio de ser desrespeitado por esse tipo de convívio social que é dirigir, mas que não seja conivente com a forma como as coisas tem caminhado nas mãos sempre de tão poucos com mais poder?


A EPTC não tem o menor interesse em saber como fazem, e nem porque a maioria dos motoristas que atropelam ciclistas e fogem sem deixar vestígios, nem testemunhas, e tampouco querem se incomodar na vidinha importante que levam!Somos desunidos e só chiamos quando der Ibope, senão todos se lixam prá dor alheia, parece que ser agredido no trânsito é frescura!

Por tudo isso e tudo mais eu digo no vadebici às pessoas: Uma coisa eu sinto ao saber de mais este pobrezinho que caiu apenas nas estatísticas, pois quando a gente sofre um acidente oque mais se escuta das pessoas são frases do tipo: viu como é perigoso! Mas além disto nada mais, nada mais!Pena!Sorry!

No face criou-se um evento para esta sexta-feira 10/02 ler https://www.facebook.com/events/341527645879849/?notif_t=event_invite

Ainda ontem fui indagada por uma pessoa (que pedala inclusive) se eu agora aprendi alguma coisa depois do acidente que tive nestes dias? É muito triste a desunião e mais que muitos se sentem deslocados e humilhados após ser atropelados por onibus, já que sempre vão dizer que a gente é louco por compartilhar com eles. Ouço todos dias conselhos do tipo pedale na calçada que é mais seguro, de fato!Mas, é justo pormos a vida de um pedestre em perigo também?