22 de jun de 2011

A via dos carros

E finalmente, é oficializado o anúncio do início das obras da futura ciclovia ao longo do Dilúvio, do Arroio da Ipiranga. Veja mais no link do blog do Conselho Municipal de Cultura.

Esta via tem intenso tráfego de veículos e é, toda cheia de lojas, das quais em sua maioria são de compra e venda de veículos, dos quais infestam as calçadas e estacionam onde querem, afora as portas que se abrem sem a menor atenção da parte de seus motoristas, quando descem ao avistar o objeto de seu sonho de consumo: O CARRO.

Mas devo até saudar a atitude do grupo Zaffari/Bourbon que, resolve a partir de agora, entrar com seu capital para a realização desta obra que deverá fazer parte de algumas das outras que tentam se apressar, dentro do cronograma de entrega de obras para a Copa de 2014.

20 de jun de 2011

Mulheres agredidas no trânsito

Pois é,de tanto que pensei em postar um comentário dentre os vários que tinham lá no blog da Cláudia, o link está aqui neste post, mas é o seguinte quando me atropelou um coletivo e não prestou ajuda e nem socorreu-me a ficha caiu que nas cidades o que impera é o motor e, não o amor!

Tem uma banda: O Camisa de Vênus que é dos anos 80 de puro rock and roll que, traduzia melhor a frase que eu magoadíssima com a Porto Alegre dos gaúchos e gaúchas cantorolei muito tempo.
http://www.youtube.com/watch?v=6nzlFzASpkI&NR=1
O Adventista
Camisa de Vênus
Composição : Marcelo Nova/ Franz Hummel
Eu acredito no bem e no mal
Eu acredito no imposto predial
Eu acredito, eu acredito
Eu acredito nos livros da estante
Eu acredito em Flávio Cavalcante
Eu acredito, eu acredito
Não vai haver amor neste mundo nunca mais
Eu acredito no seu ponto de vista
Eu acredito no partido trabalhista
Eu acredito, eu acredito
Eu acredito em toda essa cascata
Eu acredito no beijo do papa
Eu acredito, eu acredito
Não vai haver amor neste mundo nunca mais
eu acredito em quem anda com fé
Eu acredito em Xuxa e em Pelé
Eu acredito, eu acredito
Eu acredito na escada pro sucesso
Eu acredito na ordem e no progresso
Eu acredito, eu acredito
Não vai haver amor neste mundo nunca mais
Eu acredito que o amor atrai
Eu acredito em mamãe e papai
Eu acredito, eu acredito
Eu acredito no Cristo que padece
Eu acredito no INPS
Eu acredito, eu acredito
Não vai haver amor neste mundo nunca mais
Eu acredito no milagre que não vem
Eu acredito nos homens de bem
Eu acredito, eu acredito
Eu acredito nas boas intenções
Mais este papo ja encheu os meus culhões
Eu não acredito, eu não acredito

Sob Nova Direção: Renata Falzoni fala sobre a morte de Antonio Berto...

Sob Nova Direção: Renata Falzoni fala sobre a morte de Antonio Berto...

Concordo em número, genero e grau com o depoimento da Renata. Me toca muito profundamente quanto ela se refere a sermos marginalizados, discriminados e coisas que quem pedala no dia-a-dia sabe bem certinho do que ela está falando!

Já cansei minha beleza de convivência com ciclistas que sempre se encolhem na hora de gritar por cumprimento das leis no trânsito! Parece mentira, mas parei de sair com pessoas no pedal por este motivo e por outros que me parecem muito mais absurdos ainda de contar aqui.

Eu sou e fui testemunha de muitas sacanagens no trânsito e em estradas. Quase em nenhuma das vezes eu vi a presença de policiais ou autoridades de trânsito para que a reivindicação pudesse acontecer e proceder de fato.

Infelizmente um homem morreu e foi como se fosse comigo também! liguei pela tarde para a Lorenzetti dando meus sentimentos aos amigos e familiares e funcionários da empresa; depois fui atendida para resolver problemas de consumidora dos produtos Lorenzetti. Na verdade nem eram com a fábrica, e sim com a assistência autorizada aqui em Porto Alegre.

Sob Nova Direção: Renata Falzoni fala sobre a morte de Antonio Berto...

Sob Nova Direção: Renata Falzoni fala sobre a morte de Antonio Berto...