22 de nov de 2007

3ª Copa União/Gatorade em Taquara

Foi o último evento desse ano: - A 10ª Etapa da 3ª Copa União/Gatorade de Ciclismo – 18/11/2007. E eu participei mui honrosamente ao lado do atleta e Ciclista, Darcy Egon de Novo Hamburgo que, dispensa comentários.


A categoria foi Master-C (nascidos de 48 à 57) - 10hs45 – 17 voltas – na qual fiquei em 5º lugar . A prova aconteceu sob intensa chuva, o que de largada desclassificou muitos. Disputei apenas com homens, e assim sendo senti que como foi minha primeira vez, fiquei tranqüila com o meu resultado.


Parti de PoA no dia anterior, e pedalei mais de 70 km para Taquara, cidade onde aconteceria a prova ciclística. Contei com a companhia no pedal até Morungava, do Guilherme, já que outro ciclista da lista bike-rs postara que iria de carro para fazer umas trilhas, mas como eu tinha pneu 1.25 não pudemos fechar. Sendo assim, o Guilherme me acompanhou até o km 103, e daí em diante foi por minha conta.


Logo a frente faltando uns 20 km para chegar entrei num posto para comprar água e notei o pneu traseiro esvaziar. Sorte minha, pois ali tinha um borracheiro o qual auxiliou. Nem tanto assim, já que depois de trocar a câmara e tudo mais subi para seguir viagem na magrela, e novamente o pneu esvaziou. Haja...!


Tem coisas que a gente aprende errando, e vi que apesar de ter posto outra câmara eu não tinha olhado que o remendo deste estava mal colado. Refeito o conserto voltei à estrada...”pela estrada afora, eu vou bem sozinha, levar esses doces para vovózinha. Ela mora longe o caminho é deserto e o lobo mau passeia aqui por perto.“


Agora o caminho se tornava muito mais atrativo pelo canto dos pássaros ao entardecer. O que eu queria era chegar e agora começavam os trechos onde se pedala e pedala e é tudo um estradão longo e sem fim. E nada de placas indicando a cidade. E o dia acabando. Até que finalmente vi nos outdoors que já estava em Taquara.

Encontrei a ciclovia que é uma das mais longas que já passei aqui no sul. Então tive que diminuir meu ritmo e achar meu contato o Guilherme Wilhems da ATAC. Na sinaleira fechada estava ao lado de 2 ciclistas, vindos provavelmente de alguma trilha, pelas condições das suas roupas. Um deles disse conhecer o Guilherme, e me indicou o restaurante Mariscão, onde depois fui comer. Ficava perto do Hotel do Vale, da Adriana (uma ex-atleta de montain bike), com preços ótimos para quem fica pouco tempo, e localização em frente ao final da ciclovia, ao lado do restaurante.

De noite, notei relâmpagos no céu e a manhã nasceu chuvosa. Tomei café no hotel e sai para reconhecimento do local da prova que teria ínicio às 9:00 hs. O circuito era no centro da cidade e já estava tudo pronto. Encontrei os participantes e organizadores na frente da linha de chegada. Eu ainda não havia decidido o que fazer, mas me preparava para registrar tudo, assim que meu filho chegasse com a câmera que eu deixara em PoA.


Fui conversando com os organizadores e foi me batendo um desejo de participar que nem eu mesma sabia possuir até então. Só que não tinha como, porque estava sem dinheiro e aguardava o Gabriel chegando lá pelas 10hs. Por esse motivo não me inscrevi na prova feminina que aconteceria mais cedo. Sendo assim, decidi me inscrever para a categoria Master C, com horário previsto para mais tarde.


Apesar de ter sido tudo muito de momento, achei que valeu muito. Valeu de verdade.

Albúm da viagem

http://www.flickr.com/photos/21053755@N04/sets/72157603267155246/

Nenhum comentário: