24 de dez de 2007

Parque Estadual de Itapuã



No sábado, recebi uma mensagem no meu celular dizendo:"repassando, passeio para Itapuã
por Viamão." Fiquei desconfiada, já que quem enviou deixou primeiro nome apenas, com número de celular desconhecido.A aventura seria no domingo às 8h, saindo da Av. Ipiranga com Antonio de Carvalho. Fui, mas um pouco precavida.

Tomei rapidamente uma granola e sai com certa pontualidade já que era perto. Pensei em
esperar a largada do passeio um pouco adiante, pois assim eu teria como ver de quem se
tratava.


O local parecia vazio, mas não arredei pé. Logo, um rapaz com uma bike vicini preta apareceu, pedalando sozinho. Eu estava parada na esquina da Bento Gonçalves em frente aos terminais de ônibus. Senti que podia ser algum ciclista procurando por outros....e ele veio até mim. Nos falamos rapidamente. Nem esperamos mais pelos outros, pois sabíamos que em véspera de festas de findi a galera fica em outras funções. Zarpamos dalí, porque o dia prometia ser dos mais quentes, apesar de estar com nuvens bem carregadas no céu.


A primeira lomba foi a do "Sabão". Seguindo um 1km a frente avistamos a entradinha para Itapuã. A príncipio, pensamos sobre ir até o restaurante da vovó, acaso alguém pudesse estar por lá. Nesse trajeto há pouca infra-estrutura e o ideal é levar o básico.

A poeira dos carros nos castigou bastante, apesar do movimento ser fraco naquela hora da manhã. No meio do caminho um pneu furado. Incrível no areião furar, mas o bagulhinho era um minúsculo caquinho de vidro. Feita a troca, seguimos adiante, agora pensando em encontrar outro camarada para organizar alguma outra trilha dentro de Itapuã, já que eu sabia que haviam locais especifícos para a prática de montain bike.

Porém, eu não tinha muitas referências do local, apenas sabia do nome do organizador.
Infelizmente, não conseguimos encontrá-lo e quando pedimos informações, disseram-nos que já haviamos passado do local de trilha.

Em hora avançada e precisando achar um local para almoçar seguimos adiante. Agora decididos a encontrar o Parque Estadual de Itapuã mais a frente, 12 km. A estrada é bem pedregosa, de chão batido, e bastante larga.

Chegamos na entrada principal e nos informamos de que ali dentro tudo é pago e que se quisessemos comer deveríamos ir ao Camping das Pombas, que logo encontramos...nome esse que devia ser trocado para "camping das andorinhas", pois existem ninhos muito lindos desse animal espalhados por ali. O ingresso custa R$ 6,00, e tem uma praiazinha com água bem limpa, banheiros com chuveiros e uma lancheria que serve refeição a R$ 17,00 que dá para dois. O Eduardo não optou por entrar na água, já eu sim!
Ficamos fazendo contato com o Cláudio, que mora ali na Zona sul e nos repassou que chegaria para nos encontrar lá pelas 15h, o que não aconteceu. Sendo assim, resolvemos voltar por volta das 16h. Agora tomaríamos o caminho de volta pelo Lami e rumo ao centro de PoA. A estrada estava muito cheia e fizemos apenas uma parada na tenda de sucos da dona Neiva.


Chegamos na perimetral da Cavalhada e o Eduardo seguiu para o Gasômetro (em busca do pôr do sol talvez?) e eu, que já estava no retão para minha casa, segui adiante chegando às 19:30h. Creio que percorremos perto de 60km mais ou menos.
Bom Natal a todos!!!!!!!!!!!!

[ [s pedalísticos
Álbum da viagem

Nenhum comentário: