25 de dez de 2009

Noviça chegou!

Nesta época de férias, a crueldade e o desejo de aparecer, que tem a espécie humana, é indescritível mesmo!

Quando chega o calor do verão na cidade que resido, começam os problemas sociais e econômicos mais relevantes que já presenciei, em meus 52 anos de sobrevivente.

Todos querem viajar, e as consequências disto surgem a olhos nús. As ruas se cobrem de andarilhos muito, muito mal cheirosos e maltrapilhos, em geral, são homens e jovens.
Animais domésticos fervilham aos montes, e suas aparências igualmente são as piores, sem contar que, eles demonstram estarem extremamente humilhados pelo abandono, a que foram submetidos pelos seus donos, afoitos provavelmente por buscarem aventurar-se em viagens que muitos, nem condições financeiras devem ter.

Com certeza! Me revolta!

Há anos, quando a televisão nos apresentava poucos canais e em geral os seriados vinham de fora, assisti a muitos episódios da Noviça Voadora, era a personagem da atriz Sally Field, interpretando uma freirinha tão boazinha, quanto os papéis da atriz Regina Duarte sempre a meiga e boazinha personagem.

Há dias atrás chovia a cantaros, e o nosso "rio", o Arroio Dilúvio" quase transbordava. As suas águas corriam rapidamente, nos beiços de pedra de sua encosta, ali passou a habitar um pequenino ser: uma cadelinha pelo duro e pretinha, a qual batizei-lhe de Noviça, dae em diante, passou a cohabitar nosso lar, provisoriamente. Oque mais chamou minha atençao neste bichinho, foi sua lealdade, em esperar por quem a abandonou ali, por mais de dois dias e duas noites sozinhas a sua espera. Em vão!

Precisamos aprender com os animais sobre fidelidade, lealdade e solidão, que nos ensinam aqui em vida esses seres, com mais sentimentos, do que muitos seres com pensamento!

Nenhum comentário: